quarta-feira, 24 de novembro de 2010

"Quem nunca saiu com o cara errado que a tire a primeira pedra! Mas atire nele, por favor."

"...Aí ele chega, tão lindo. E vai embora, tão feio.
E liga, tão bobo. E some, tão especial.
E eu morro, ainda que não ligue a mínima.
E eu não tô nem aí, ainda que pense o tempo
todo em não estar nem aí."

E ele é de fato a coisa mais errada e mais deliciosa da minha vida.

Eu nunca entendi a voracidade desse sentimento, que chegou dilacerando todos os meus conceitos de relacionamento e limites de tolerância. Nunca compreendi porque me entreguei tanto a uma história sem promessas, sem segurança, sem futuros.
Eu sempre soube que ele seria problema, e problema dos grandes! E eu sabia também o que estava fazendo: sim sim, eu estava fazendo a escolha mais errada da minha vida! Eu estava apenas começando a perder a minha paz!
... Gostei da voz, gostei do olhar, gostei da sensação. Estou no controle eu pensei. Pura ilusão...

Há meses procuro pelo ponto final. Sempre que pensei tê-lo encontrado os três pontinhos apareceram e eu disse que sim, claro que sim ,muitas vezes que sim!! aiaiai coração burro!

E... eis-me aqui! Que seja doce!

*

2 comentários:

Luis Nantes® disse...

Mas que menina ousada!! Como sair com o "cara" errado? Que que que... Macho!! Rsss...
Gostei da sua história real, seu texto bacana, mas como alguém responsável, maduro e idade mais avançada, quero dizer: "Se cuida, tá?" Não estrague sua vida por um sentimento que pode vir a faze-la chorar mais tarde...
Beijos

Erica disse...

hauahahua
Adorei...sair com o cara errado é o que há, quando nos damos conta de que é o errado que é o problema...
=**