sexta-feira, 19 de junho de 2009

Queco com nada...

Sabe, eu queria conseguir entender as pessoas; suas atitudes, seus sentimentos... entender por que teimamos em nos machucar mutuamente, por que que as vezes insistimos em sentimentos que nos trarão sofrimento.
Sinto vontade de não sentir nada... de não me abalar com nada... me permitir ter total ausencia de sentimentos. Eu poderia ter nascido pedra, ter nascido planta... mas fui nascer gente... gente que sente, que sofre, que ama, que sente a dor dos outros, que ama quem não conhece, e que não consegue entender a si própria...

Por que que temos que procurar dar explicações pra tudo: perguntar de onde veio a vida, pra onde vamos depois de morrer, por que nos apaixonamos por quem não nos merece, por que aconteceu pra ele (a) e não pra mim... Interrogações, Interrogações?? O que é errado? O que é certo??

Por onde entrei deve haver uma saída!!
Ando com sentimentos tão confusos e não sei de fato como fazer para melhorar determinadas sensações. Talvez essa minha mania de sentir tudo ao extremo não me faça bem: ora muita alegria, ora muita tristeza, ora muita euforia... tudo ao extremo...

Eu queria ter o poder de transformar a minha vida na maneira que sempre idealizei... desde pequenina, mas sou traida pelos próprios sentimentos, pelos meus próprios desejos... e me perpassam sentimentos que não sei explicar o que eles significam, mas que me chamam a razão de não sei o quê...

Na verdade estou escrevendo sem saber direito o que quero dizer... talvez isso tudo possa se traduzir em : hoje não me sinto bem!!

Mas por onde eu entrei deve haver uma saída!

Vai ver é TPM!

**

Um comentário:

RONALDO disse...

Laís, fucei seu blog assim sem querer, mais para a minha supressa descobrir uma menina big inteligente que escreve coisas maravilhosas, parabens guri tu vai longe...
Que leque de sabedorias aqui escrita, já pensou em escrever um livro? pense nisso. Fica com Deus e continua postando perolas que um dia elas com certeza irão brilhar.
Abraços.
ronaldobritex@hotmail.com